QUEM SOMOS

O Alimentação Consciente Brasil é um programa sem fins lucrativos que trabalha para criar um sistema de alimentação saudável e sustentável. Junto a profissionais encarregados de serviços de alimentação e chefs de todo o País, nós incorporamos aos cardápios saborosas e nutritivas opções sem carne - uma mudança que promove saúde e protege o meio ambiente, enquanto contribui na redução de custo para os refeitórios.

"Sou prova viva dos benefícios de uma alimentação saudável e minha empolgação com a proposta do programa Alimentação Consciente Brasil, de apontar o caminho da saúde e sustentabilidade pela alimentação a mais e mais pessoas, não poderia ser maior."

Alana Rox - Apresentadora do GNT

POR QUE?

Profissionais ligados à área de alimentação têm a importante tarefa de entender as preferências de seus clientes e oferecer alternativas saborosas e nutritivas, ajudando-os a manterem-se satisfeitos e saudáveis.

Uma das maneiras encontradas para isso é aumentar a oferta de opções sem carne. Pratos que contêm proteínas vegetais não só são mais saudáveis e sustentáveis - uma forte tendência global - como também podem ter um custo mais baixo, o que possibilita economia tanto para o estabelecimento como para o consumidor. Não à toa cada vez mais profissionais da alimentação vêm substituindo parte das refeições com carne por pratos à base de ingredientes de origem vegetal, como sopas, risotos, panquecas, ensopados e massas.

"Apenas um em cada quatro brasileiros consome a quantidade de hortaliças e frutas recomendada pela OMS. [...] A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda a ingestão diária de pelo menos 400 gramas de frutas e hortaliças (WHO 2003), o que equivale aproximadamente ao consumo diário de cinco porções desses alimentos."

Vigitel 2014

Ministério da Saúde

"A diminuição da demanda por alimentos de origem animal reduz notavelmente as emissões de gases de efeito estufa (responsáveis pelo aquecimento do planeta), o desmatamento decorrente da criação de novas áreas de pastagens e o uso intenso de água."

Guia Alimentar para a População Brasileira, 2014

Ministério da Saúde

"Dietas com maior proporção de alimentos à base de ingredientes de origem vegetal geralmente contêm níveis mais baixos de gorduras totais, gorduras saturadas e colesterol. Muitos estudos as associam a um menor risco de obesidade, doenças cardíacas, hipertensão arterial, diabetes e algumas formas de câncer."

American Heart Association

COMO FAZER?

Existem diversas maneiras simples e criativas de reduzir o consumo (e consequentemente os gastos com a compra) de carne. Algumas instituições optam por tirar o ingrediente do cardápio por um ou mais dias na semana, enquanto outras aumentam a proporção de pratos à base de ingredientes de origem vegetal nos cardápios. Outra possibilidade é reduzir a porção de carne utilizada em algumas receitas e incluir fontes de proteína não-animal, como grãos e cogumelos.

São inúmeras as opções, que vão de recriações de pratos populares como feijoada, lasanha e estrogonofe com fontes de proteína vegetal a receitas que não necessariamente levam carne, como tortas e quiches, saladas, risotos, ensopados, escondidinhos e massas.

A MUDANÇA JÁ COMEÇOU

No Brasil

No Mundo

Restaurante Bom Prato adere à Segunda Sem Carne

A rede de restaurantes Bom Prato – programa do Governo do Estado de São Paulo que serve mais de 80.000 refeições diárias à população de baixa renda – anunciou no final de 2015 sua adesão à redução do consumo de carne, comprometendo-se a, uma vez por semana, retirar a carne do cardápio e oferecer pratos ricos em proteína vegetal.

Escolas públicas lançam projeto “Merenda Vegetariana”

Na capital paulista, uma vez por semana, as refeições servidas aos alunos da rede pública de ensino municipal, e em breve também da estadual, são 100% livres de ingredientes de origem animal. O programa também já foi adotado por outros municípios paulistas, como Ibirarema, Campos do Jordão.

Hospital A.C. Camargo Cancer Center oferece lanches vegetarianos

O hospital A.C. Camargo Cancer Center, especializado em prevenção e tratamento oncológico com mais de 3,5 milhões de atendimentos ao mês, incluiu quatro opções de lanches sem produtos de origem animal para doadores de sangue. A instituição tomou a iniciativa acolhendo sugestões por parte do público.

Governo chinês quer reduzir consumo de carne em 50%

As medidas visam a melhorar a saúde pública – reduzindo a incidência de problemas de obesidade e diabetes, que hoje afetam em torno de 100 milhões de chineses – e reduzir significativamente a emissão de gases de efeito estufa. A redução pode chegar a 1 bilhão de toneladas de dióxido de carbono até 2030.

Escolas públicas nos EUA diminuem compra de carne

Programas que visam à redução do consumo de carne já são realidade em diversas instituições nos Estados Unidos. Uma das participantes é a gigante Los Angeles Unified School District, maior rede pública de ensino da Califórnia e segunda maior dos EUA, que serve cerca de 650.000 refeições diárias, e reduziu a compra de carne em 20%.

Hospital alemão aumenta oferta de produtos sem origem animal

A medida foi implantada pelo chef Ingo Jäger, responsável pelo cardápio do Hospital Schön Klink, em Hamburgo. Hoje, além de cerca de 10% dos pacientes optarem por cardápios sem carne, os médicos também vêm aliando dietas sem ingredientes animais a diversos tratamentos.

NOSSOS PARCEIROS

Doutor Eric Slywitch

Doutor Eric Slywitch

Médico (CRM/SP 105.231) especialista em nutrologia, nutrição enteral e parenteral. É mestre e doutorando em nutrição pela UNIFESP/EMP. Tem pós-graduação em nutrição clínica (GANEP) e endocrinologia (ISMD).

Inti Mendez

Chef

Inti Mendez

Chef de cozinha, especialista em cozinha vegetariana, com mais de 20 anos de experiência no mercado. Fornece consultoria para restaurantes, incluindo adequação de cardápio e treinamento de equipes.

Carolina Ponzio

Nutricionista

Carolina Ponzio

Nutricionista, especialista em nutrição vegetariana, fitoterapia funcional e culinária vegetariana funcional por diversas instituições brasileiras e europeias. Possui vasta experiência em hospitais, cozinhas, consultorias e presta atendimento nutricional clínico em consultório.

Vanessa Menck

Nutricionista

Vanessa Menck

Nutricionista clínica e mestra pela UNICAMP, especialista em bioquímica do exercício. Já atuou em cozinhas, empresas e atualmente dá atendimento clínico em consultório e consultorias para empresas e restaurantes.

Alessandra Luglio

Nutricionista

Alessandra Luglio

Nutricionista especializada em alimentação vegetariana e culinária Plant Based, com mais de 18 anos de experiência clínica e em consultoria nutricional para empresas do setor de alimentos. É coordenadora do departamento de nutrição da Sociedade Vegetariana Brasileira (SVB).

Queremos ajudar

O mundo vive um momento de grandes transformações positivas e as empresas e instituições são agentes fundamentais dessas mudanças. Nós estamos aqui para ajudá-los a acelerar esse processo! O Alimentação Consciente Brasil oferece, sem nenhum custo, caderno de receitas, consultoria para adaptações no cardápio, materiais de divulgação, e todo o apoio que for necessário.

Por favor, preencha o formulário abaixo para que possamos entrar em contato!